ESEA Premium para quem ainda tem suas dúvidas.

O que para muitos era o futuro do Team Fortress 2 tornou-se realidade: enfim a ESEA investiu no Team Fortress 2 brasileiro. Alguns jogadores mais experientes adquiriram sua conta “premium” na mesma hora e jogaram vários pugs no servidor que já virou lendário, o SP 411.

Alguns jogadores, entretanto, ainda possuem dúvidas sobre comprar ou não o “Premium” da ESEA. Assim sendo, esta matéria mostrará para eles como funciona o ESEA na prática, desde seus rankings, passando pelos pugs, até os depoimentos de jogadores que participaram de pugs.

Sistema de Rankings e Stats:

Ao final de cada pug, o sistema da ESEA gera várias estatísticas, as quais mostram como foi a performance de cada um durante o jogo, o que é muito útil para descobrir o que você precisa melhorar. Também é gravada e imediatamente disponibilizada a SourceTV de cada jogo, a qual pode ser baixada por qualquer pessoa, mesmo sem possuir “Premium”.

Exemplo: Sp 411 Pug

Além disso, mensalmente ocorre um ranking com a pontuação, número de frags e capturas de pontos dos jogadores nos pugs, e os melhores qualificados em cada um dos quesitos ganham cupons com até 70% de desconto em lojas parceiras da ESEA.

Client:

Talvez o maior benefício da ESEA seja o Anticheat, que está embutido no Client. Este, por si só, já é uma ferramenta muito completa, contando com um browser de servidores, uma área para os times encontrarem scrims (treinos), uma com servidores de mumble da ESEA possíveis de serem utilizados sem necessidade de baixar o programa em si. Também há uma área de demos, onde você pode ver qualquer demo dos seus últimos pugs.

Anticheat:

O anticheat, talvez o maior causador de polêmica entre os jogadores, possui altas recomendações do mundo todo. Já foram detectados mais de 800 casos de uso de cheat e ele é frequentemente revisado e atualizado por seus programadores, para, assim, garantir o máximo de idoneidade nos pugs. Quem já possui premium pôde ver o número de jogadores recentemente banidos aumentar, o que é um bom indicativo de que realmente funciona. Ele, porém, não trabalha sozinho: caso um certo número de jogadores desconfie de alguém, basta fazer uma denúncia discreta aos admins, que avisarão uma equipe especializada, a qual monitorará o jogador em seus jogos e poderão banir caso algo ocorra.

Sistema de Blocks e Karma:

Aquele jogador que mais “trolla” do que realmente joga, sai no meio dos pugs e só sabe incomodar não vai continuar jogando normalmente. A ESEA também pensou nisso e adicionou ao seu sistema os blocks e o karma.

O karma consiste em pontos de reputação, que mostram como é a conduta do jogador nos pugs. Ele aumenta a cada pug que o jogador finaliza e diminui quando o jogador sai antes da partida acabar, além de poder ser acrescido ou decrescido por outros jogadores. Ao jogador chegar a -20 de karma, ele não poderá mais jogar pugs até o karma melhorar.

Os blocks funcionam da mesma maneira, os jogadores bloqueiam algum jogador e caso 20% dos jogadores de algum pug tiverem ele bloqueado, o mesmo não poderá participar.

Servidores:

Quem já jogou pode dizer que são os melhores servidores brasileiros dos últimos tempos. Há bastante tempo, os servidores enfrentavam problemas frequentes, caindo e travando muito, atrapalhando, majoritariamente, jogos da liga. Os servidores da ESEA, entretanto, são muito estáveis, até agora não ocorrendo nenhum problema notável. Os pugs ainda não foram afetados negativamente, e se espera que nunca sejam, obviamente. Também há uma grande variedade de mapas disponíveis para os pugs, e, apesar da comunidade brasileira desconhecer parte deles, há poucos dias o cp_metalworks_rc1 foi aprovado pelos jogadores.

Um bônus da comunidade:

A comunidade desde o começo se mostrou muito interessada a jogar da melhor maneira possível. Os jogadores têm se reunido no Team Speak no servidor do Latin Fortress (IP: ts.ltf2.com) para tornar a imersão e a comunicação tática entre os jogadores ainda maior, além de um ambiente descontraído, que ajuda a unir ainda mais a comunidade.

E os pacotes? 

Não se preocupe, a ESEA possui uma equipe junto ao host que monitora todos os servidores afim de detectar e coibir tais ataques, além de um departamento jurídico que pode levar as consequências aos ‘pacoters’ ainda mais a fundo, a ESEA chegou a sofrer ataques no começo, mais logo correu para montar essa infra-estrutura, e desde 2010 os svs estão no ar sem nenhum problema do tipo.

Agora é so se mecher e comprarem os premiuns pessoal, além de uma super estrutura pros pugs(mix), estamos abrindo caminho pra uma possível liga com premiações e tudo mais e quem sabe uma lan como acompanhamos todo ano nos EUA. 

qualquer duvida sobre a ESEA postem nos comentários da matéria que o pclloh ou alguém mais experiente responde :D

upa = upload

pug = pick up game, vulgo mix.